Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Noosfera

Pensamentos Meus

Noosfera

Pensamentos Meus

Sex | 14.09.18

O coma

Rosa Rosa Ramos Aguiar

20180914_180906.jpg

Nada é mais frustrante do que o coma induzido pelo carregador do telemóvel. 

 

Hoje há uma dependência muito grande dos nossos filhos ao telemóvel... A jogos online.

 

Nem é  facebook.

 

Ainda se fosse era mau, mas não  tanto.

 

Sei que há  juventude que partilha vidas falsas nas redes sociais... Tudo  é válido  ao istagran.

 

Mas nem é isso... É viver uma personagem num jogo e falar com desconhecidos on-line. O pior é que sempre foi lhe dito os perigos.

 Já  nem é  divertido  sair, ir ao banho... ver TV.

20180914_161719.jpg

 

 

Cortar o mal pela raiz.. dar conta do problema o quanto antes!

 

É  difícil ter um filho em coma ou com cancro e olhar pela janela sem forças  e desejar tanto estar saudável.  Brincar, correr, nadar...  respirar e pular na relva.

 

Mas é  tão  triste ou mais, ter um saudável que pode tudo e não o quer!

20180913_140814.jpg

 

 

Não está numa cama de hospital...

 

Está agarrado ao carregador do telemóvel. 

 

É uma luta tão severa, tão desgastante... que nos leva ao limite. O pior que há  em nós sai para fora,  pois repreender, não adianta... 

 

 

Hoje eu tive uma luta com isso..

De nada serviu gritar... ameaçar. 

Só  fez o que de pior há  em mim reaparecer e me tornar em alguém  muito mau..

Chorar e lutar contra os meus  instintos de levar à  força. ..

 

Então...  vi o limpar e esfregar as torneiras da casa de banho como um castigo e um soltar o stress de ambas as partes. Uma maneira de eu não usar a força. (Porque me apeteceu dar umas PALMADAS bem grandes).

 

Porque tem todo o conhecimento à mão, tem consciência  do que é  errado...sabe que até cedi em muitas coisas.

 

Porquê?  Porque?  Não  acorda!!!!

 

Porque  não vê  que é uma luta, que quero que VIVA.

 

Temo que diga palavras que magoem e que limitem quem  poderia ser.

 

Temo que me odeie, ou que apague aquela magia de amor 

 

Conversei e expliquei que estou aqui para tudo o que houver para melhorar e, o será  feito em conjunto...

 

Porque há  que melhorar em conjunto, uma entreajuda.

 

O tempo passa, não  volta atrás, nem mesmo olhar para trás  é  válido. 

 

 

Eu sei que não  sou perfeita  e também eu agi mal. Disse coisas que magoaram muito. Mas que eram precisas de serem ditas. 

 

Sinto  como se uma lança me fosse lançada e me atingisse mortalmente.

 

Mas quem disse que o papel de mãe  era fácil? Ninguém,  porque não o é...

 

E se eu falhar enquanto mãe, enquanto ser humano... enquanto consciente. 

 

Nunca serei perdoada não  pela minha filha...  mas por mim mesma! 

 

 

 

Consegui mudar alguma coisa.

 

Consegui a vontade e a compreensão  de que a vida é boa.

É  bom ficar "ligado" mas não viciado.

 

E vamos remar...

 

Fotos:Rosa Ramos Aguiar

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.