Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Noosfera

Pensamentos Meus

Noosfera

Pensamentos Meus

Seg | 26.11.18

Alecrim

Rosa Rosa Ramos Aguiar

Quando nos oferecem um raminho de Alecrim, quando esse alguém é a nossa filhota!|

Ah, não há nada mais saboroso no MUNDO.

Porque ela sabe que adoro Alecrim, porque ela sabe o quanto me faz feliz ( é pouco, eu sei!) Para mim não há nada que me pudesse fazer mais feliz, do que aquele singelo raminho de Alecrim.

 

Num mundo de consumismo, o que significa um ramo de Alecrim... (Nada... Eu sei!) que nem é comprado numa loja de ervas, ou coisa com que se pareça. Está a florir a escola e a dar cheiro, um aroma tranquilizante a escola... e, ela de lá o colheu.

Ao longo do percurso de vida, vamos-nos apercebendo, do que não é nada para os outros pode ser  o tudo para nós... Ou vice-versa.

E, vale um ramo de Alecrim ou um telemóvel de ultima geração.

Vale tudo dentro da perspectiva de cada um e, não pode ser julgado por isso.

 

De um gesto tão puro e desinteressado...  que vem lembrar o quanto o menos é mais.. pelo menos para mim.

Haverá sempre gestos e momentos que guardamos com carinho, ou não... ( porque somos simples mortais, na condição de humanos) seja o sorriso de uma amiga, seja uma palavra mais dura, que até nem a tenhamos merecido ouvir, seja aquela pessoa que não correspondeu ás expectativas, seja aquele momento em que te surpreendem com um embrulho e desse embrulho sai penas, sai fitas.. sai AMOR.

Seja uma lágrima que te escorreu sem quereres.... seja apenas aquela palavra que esperavas ouvir e não ouviste...   seja aquele ( É pouco...eu sei!)  mas que para ti é o muito, do pouco, que muitos não sabem do quanto custa tão pouco ser feliz! 

46754930_2526868777355748_5046112185072222208_n.jp

Imagem: Rosa Ramos Aguiar

 

Qui | 15.11.18

(Des) rolha...

Rosa Rosa Ramos Aguiar

Um dia entendemos, que tal como um bom vinho, andamos anos e anos rolhados.

Ás vezes, nem sabemos disso, outras sim,  mas como dá uma serie de problemas dizer o que se pensa... ou melhor, dizer o conhecimento que se pode ir buscar, melhorar a nós próprios e fazer muitos porquês!

Ficamos rolhados...

Até que literalmente (des)rolhamos e é cá uma sensação de liberdade!

De plenitude, que pode parecer até irreal! Mas não é.... e, se formos chamados de loucos! Tanto faz! Afinal quem é louco hoje em dia? Toda a gente! Uns porque não fazem o que é aceitável, outros porque o fazem... Então Viva a loucura do (des)rolhar a boca...

Alguns estão num grau de consciência mais elevado que outros... e, isso por si só nos leva a uma conclusão...

Nem todos tem a obrigação de pensar, de falar, de dizer o que esperamos! Ou mesmo de sentir...

A nós cabe a simples tarefa de ouvir e calar... calar e ouvir.

Ou Pufff... Tal qual uma garrafa de Champanhe no Ano Novo! Sim...Ok!  Mas essa festa será só tua e de poucos mais... 

 E digo isto por quê?  Simplesmente porque  descobriu-se  sozinho o quão é fácil a essência da vida.... que basicamente se unifica numa única palavra AMOR que se tornou banal...  Não é amor de AMAR namorados(as) e coisas materiais, comidas, etc. é o AMOR à vida em si, ao outro como igual, à terra, ao oceano... a nós próprios.

 

images.jpg

Imagem:Internet

 

 

Qua | 14.11.18

Bosque Encantado

Rosa Rosa Ramos Aguiar

Entrei devagarinho no  bosque, como que esperando sua permissão...

Silêncio absoluto...  Bosque adentro.

E devagarinho a brisa veio ao meu encontro...  como se de um beijo se tratasse.

Logo de seguida o sopro do vento, o estalar dos galhos... o canto dos pássaros.

O cheiro forte a Terra...

O musgo, convidou-me a descalçar os sapatos e a caminhar. Assim o fiz...

As árvores altas e fortes, talvez centenárias, me deram a confiança para ali estar...  Num breve fechar de olhos me parece que elas a mim falavam, de como era, de como é e, de como será...

As flores, pareciam sorrir... num frenesim umas com as outras e, ao se mexerem quando a brisa por elas passava, deixava que uma fragrância que adocicava cada recanto da minha alma.

As pequenas plantas que despontavam do chão, observava-as  e ao reparar,  parecia que elas me falavam, desde o ser semente ao ser planta e ao florir... Um percurso, tão lento... mas tão rápido, para quem não SENTE.

A Terra e o seu cheiro forte... quase me fundia com ela, pois dela sou feita...  a Água  que escorria de uma folha de uma árvore...  parecia ser parte de mim, que ali estava... e sim, é mesmo grande parte de mim...

O Sol estava forte,  parecia fogo, mas dentro do bosque, com a folhagem das folhas parecia uma noite de Lua cheia...

 

Invadiu-se um sentimento que convidava à dança... e eu redopiei, redopiei e redopiei...

Sorria e SENTIA...

E ouvi  em sussurro... nada é, senão quereres!

Eu disse: Eu quero! Eu quero!

 

582464_luchi_devushka_les_tanets_5616x3744_www.Gde

Imagem: Internet

 

 

 

Qua | 14.11.18

Como é lindo o teu sorriso

Rosa Rosa Ramos Aguiar

Como é lindo o teu sorriso.

 

É, sim senhora... 

Nem eu já sabia o quanto a tua genuinidade é confortante...

Que bom ver-te sorrir.

Que bom é a força, mesmo que ás vezes amortecida, mas mesmo assim um fenómeno da Natureza Sim...  da Natureza.

Que é um sorriso que vem de dentro, da alma... e, que é oferecido a quem o quiser colher...

Ah! Doce Amélia...

Nem tu mesmo sabes o quão doce és.

De tudo fazes uma diversão... A gargalhada contagiante, que até aquele que mais seja sisudo, ao menos esboça um ténue sorriso.

Energia que te envolve, que te dá graça, que te dá alento. É a mesma da qual, são materializados os sonhos!

45704485_10210251471122699_1470181577597124608_n.j

 

 

Imagem: Facebook